A importância do Design Thinking para o desenvolvimento de produtos

Quando falamos em Design Thinking, você deve tirar da cabeça todos os critérios estéticos que aprendeu a conectar com a palavra “design”, pelo menos no primeiro momento. O design na expressão vem do verbo “to design”, ou seja, projetar algo. Diz respeito a conceber sua existência e definir os parâmetros de sua reprodutibilidade, pensando em como essa coisa vai ser usada para tornar a vida das pessoas bem mais fácil.

Essa maneira de pensar foi criada com o intuito de aplicar as metodologias que funcionam na criação de soluções de design fora delas. Parece complicado? Mas não é. Veja o que você precisa para começar a aplicar Design Thinking no seu negócio!

O que é Design Thinking?

Design Thinking são várias metodologias que podem ser utilizadas na hora de abordar problemas comuns. Seja no momento de adquirir informações sobre um produto ou projeto, na hora de analisar e catalogar esses dados ou no desenvolvimento de soluções, dá para aplicar o Design Thinking na forma como sua empresa desenvolve tecnologia de ponta a ponta.

“Pensar design” é, antes de tudo, considerar como seu público-alvo vai responder a um estímulo. O Design Thinking oferece ferramentas capazes de estimular a inovação de maneira mais eficiente pois parte do princípio de que devemos entender melhor todos os aspectos do que está sendo criado. Isso possibilita aos profissionais envolvidos num determinado projeto uma visão tridimensional dos fatos e confere a eles a capacidade de encontrar novas respostas para velhos problemas.

Essa escola de pensamento surgiu e se popularizou no começo dos anos 70, principalmente pelas mãos de engenheiros preocupados com o desenvolvimento de produtos cada vez mais inovadores. Conforme os teóricos começaram a explorar seu potencial, viram que suas técnicas funcionavam independentemente do problema em questão. Assim, o Design Thinking virou um paradigma na hora de resolver problemas que parecem impossíveis, seja na prancheta do designer ou na planilha do gestor.

Aplicando Design Thinking no desenvolvimento de produtos

Apesar de envolver um pensamento em etapas, o Design Thinking não é linear. Gestores têm a liberdade de organizar e conduzir as fases de sua execução conforme a necessidade de cada projeto, multiplicando sua efetividade. A análise do contexto caberá aos líderes, que devem ser capazes de compreender muito bem como a metodologia funciona.

O primeiro passo para começar a aplicar essas ideias no desenvolvimento de produtos é entender o escopo de cada projeto. Defina o problema a ser solucionado e apenas a partir daí comece a caminhar em direção às soluções. Colete o máximo de informação a respeito do problema, dos usuários que passam por ele e de suas queixas principais com relação às soluções já propostas.

Conhecimento sobre o assunto não vai faltar, mas não limite sua busca aos canais tradicionais. Fale com pessoas, entenda suas necessidades. Inspire-se no inesperado e dê um tempo para que o problema tome forme e amadureça.

Siga coletando informações, mas busque experiências diferentes que te levem para longe dos caminhos tradicionais. Busque inspiração em como outros gestores solucionaram seus problemas, mesmo que eles não tenham nada a ver com o objeto da sua pesquisa atual. Estimule sua própria criatividade com múltiplas referências.

Desenvolva produtos melhores tendo o usuário como aliado

Depois de coletar todas as informações mencionadas acima, interprete os resultados da sua pesquisa à luz desses novos fatos. Busque entendê-los para além da análise inicial e a partir daí organize-os, seja por viabilidade técnica, por esforço, ou da forma que melhor atender seu processo.

Destaque oportunidades descobertas ao longo da etapa de pesquisa e não deixe de gerar ideias ao longo desse tempo. Elas vão amadurecendo conforme conhecemos mais sobre o projeto e agora já podem ser filtradas por relevância.

Não elimine as ideias que ficaram entre as últimas em sua lista. Determine alguma forma de arquivar essa informação, que pode vir a ser útil numa etapa futura. Toda metodologia prevê retorno: se lá na frente algo não funcionar como esperado, é nessas ideias não utilizadas que sua equipe poderá encontrar novos caminhos sem ter de refazer todo o processo. Seu produto precisa estar aberto a mudanças e responder com agilidade ao feedback recebido, endereçando problemas decorrentes do uso que não haviam surgido em etapas anteriores.

Crie protótipos para obter feedback de usuários reais a partir das ideias mais bem avaliadas e ouça o que eles têm a dizer. Conduzir testes e garantir que o usuário consegue interagir com o seu produto é parte essencial do desenvolvimento de software.

Por se tratar de um processo constante, avaliar o quão bem sua equipe conseguiu determinar os problemas e propor soluções a partir do que o usuário relata no uso será essencial para definir os novos desafios que ela vai enfrentar. Avalie o aprendizado de forma a construir experiência e aperfeiçoe as etapas aqui descritas de acordo com o seu próprio fluxo de trabalho.

Seu produto está em constante evolução

Não ter medo de errar será essencial para aplicar a técnica de forma bem-sucedida na sua empresa. Não crie na sua equipe a expectativa do produto perfeito. Projete um objetivo bem mais arriscado: o da constante evolução.

O medo de assumir riscos acaba atrapalhando o desenvolvimento de produtos melhores. Design Thinking, por outro lado, pede para que criemos na prática, colocando as soluções em contato com os usuários e experimentando múltiplos caminhos até entender o que funciona melhor. Ideias são testadas em usuários reais, o que resulta em produtos cada vez mais sintonizados com as expectativas de mercado e com maior chance de sucesso.

Fazer um design centrado no usuário é também a melhor forma de colocar a sua equipe para trabalhar na constante melhoria dos produtos que comercializa. Entender e corresponder às expectativas dos consumidores vai depender de flexibilidade e sintonia entre todos os departamentos da sua empresa.

Gerando melhores resultados

De forma geral, Design Thinking gera melhores resultados por possibilitar uma visão do todo, essencial ao desenvolvimento de produtos inovadores, permitindo que gestores possam corrigir problemas pontuais de maneira mais simples e colocando o foco do desenvolvimento cada vez mais no usuário.

Por meio do Design Thinking será possível garantir que a sua empresa consiga inovar pelo método, sem depender somente da inspiração. Sua equipe vai estar em constante processo de formulação de ideias e criação de protótipos.

Quer saber tudo que a sua empresa precisa para ver melhorar o desenvolvimento de produtos e aplicar design para gerar melhores resultados? Curta nossa página no Facebook e receba nosso conteúdo em primeira mão.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo