A importância do engajamento em programas de inovação corporativos

As relações de trabalho têm evoluído, especialmente nos últimos 10 anos, para uma cultura de colaboração — no lugar da competição — nas empresas. Isso significa que se tem valorizado, cada vez mais, a participação dos colaboradores nos programas de inovação empresariais, em todos os níveis hierárquicos.

Uma cultura de colaboração se baseia na crença de que todos têm a ganhar crescendo juntos, com maior auxílio mútuo e formas mais justas de divisão do trabalho e dos lucros, planos de carreira bem delimitados, perspectivas concretas para os colaboradores e incentivos às realizações pessoais no campo profissional.

Claro que, para isso, é preciso focar em alterações profundas na maioria das empresas, a partir de programas que privilegiem esse tipo de cultura, assim como ter um maior engajamento dos colaboradores como meta.

Afinal, as pessoas que trabalham na sua empresa são o seu principal ativo. E quanto mais engajadas, capazes e éticas elas forem, maior o retorno obtido. Ou seja: promover a capacitação e o engajamento dos colaboradores é investir na empresa.

Um funcionário engajado tem mais ânimo e é muito mais produtivo, pois está disposto a crescer junto, além de poder fornecer excelentes insights e ideias para inovação. No mercado acirrado contemporâneo, inovar não é somente uma vantagem, mas uma necessidade.

Em uma era conectada, em que a internet se tornou parte do dia a dia da sociedade e o consumidor tem pleno acesso às diversas possibilidades de consumo, se tornando cada vez mais exigente, estar à frente dos competidores torna-se essencial para sobreviver e crescer.

Inovar é contestar o que está sendo feito e propor melhorias e novidades. Por isso, para que programas de inovação funcionem em uma empresa, é preciso contar com o engajamento dos colaboradores, dentro de uma cultura de colaboração.

Considerando a importância do engajamento em programas de inovação corporativos, separamos algumas dicas para você motivar os colaboradores e conseguir melhores resultados na empresa. Confira:

1. Divida as responsabilidades

Para promover o engajamento dos colaboradores, deve-se deixar muito claro quais são as responsabilidades e as funções que cada um tem dentro da organização, demonstrando a importância da participação de todos para o projeto geral.

Mas também é igualmente importante que os trabalhos desenvolvidos sejam regidos por uma política de transparência e ajuda mútua. Em uma lógica colaborativista, em que todos crescem juntos, aproveitar a sinergia entre colaboradores pode ajudar no aumento da produtividade e gerar maior engajamento.

2. Ofereça perspectivas de crescimento

Não há como promover engajamento se o colaborador não souber onde pode chegar e qual caminho seguir dentro da estrutura da empresa. Portanto, implemente um plano de cargos e salários consistente e interessante, com boas oportunidades de crescimento.

Também é importante ter um plano estratégico geral para o crescimento do negócio, que seja partilhado entre todos. O colaborador não quer apenas saber como pode estar daqui a cinco anos: ele deseja visualizar como estará a empresa nesse período de tempo.

Um plano de incentivos, que contemple metas tangíveis, de preferência para equipes, é uma excelente forma de engajamento. Demonstre que essas metas são possíveis e ajudarão no crescimento conjunto.

3. Incentive a autonomia

Colaboradores serão mais engajados se perceberem como suas ideias e iniciativas são apreciadas. Aceitar bem a proatividade e estar aberto às novas ideias é muito importante quando se trabalha com programas de inovação corporativos e se procura engajar e motivar os colaboradores.

Incentivar a autonomia, claro, não deve ser uma carta branca para que o funcionário ultrapasse a hierarquia ou tome decisões que não sejam da sua responsabilidade. É de suma importância não esquecer, nesse ponto, da delimitação das funções.

4. Promova feedbacks mútuos

Para o bom engajamento dos colaboradores, é importante estar aberto a dar e receber feedbacks. Políticas de avaliação constantes e abertura para que os colaboradores possam expressar suas opiniões sobre os processos produtivos são excelentes ferramentas para engajar e inovar.

Não se pode esquecer, no entanto, de tratar os feedbacks, utilizando-os para implementar ações de melhoria.

5. Invista na capacitação

Promover cursos de capacitação e reciclagem para os colaboradores é investimento, não despesa. Além de melhorar a qualidade do trabalho, essa estratégia eleva a moral e a expertise da equipe, cria um vínculo com a empresa e auxilia no engajamento.

Isso ocorre porque o colaborador vai tentar aplicar os conhecimentos obtidos no seu trabalho. Desenvolver as competências dos funcionários, portanto, facilita os trabalhos e maximiza a eficiência e a produtividade da equipe.

Mas é importante lembrar que cursos e palestras de capacitação devem estar atrelados tanto ao plano de carreira quanto às políticas de incentivo e de metas tangíveis.

6. Garanta um ambiente de trabalho saudável

O local de trabalho deve sempre primar pelo respeito, tolerância, amizade e boas relações. Ambientes de trabalho nocivos, com forte assédio moral, sexual ou psicológico, reduzem as chances de engajamento e diminuem a produtividade, além de gerar a alta rotatividade de colaboradores, o que é um grande desperdício de investimentos.

7. Retenha talentos

O mercado está cada vez mais acirrado e competitivo, assim como a busca por talentos que agreguem valor à empresa. Reter bons colaboradores é um passo importante para se manter na competição.

Talentos são líderes natos ou grandes experts nas suas áreas. Portanto, planos de carreira atrativos, desafios, metas possíveis de serem alcançadas, consideração pessoal, ambiente de trabalho saudável e plano de incentivos são algumas das formas de retê-los.

8. Comunique-se com clareza

A comunicação é, hoje, uma das mais importantes áreas de qualquer empresa. Criar formas e meios de comunicação eficientes, que permitam uma melhor compreensão e mais agilidade, garante maior produtividade e aumenta o engajamento.

Para uma empresa se adaptar aos novos tempos, em que o engajamento e a retenção de talentos é parte essencial do desenvolvimento, é preciso estar disposto a inovar. Por isso, programas de inovação devem ser estudados e implementados com cuidado, a fim de garantir maior eficiência e potencial de mercado.

Com essas dicas, você pode aumentar ainda mais o engajamento e a produtividade dos seus funcionários nos programas de inovação. Tem alguma sugestão para compartilhar? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo