A transformação digital e a inovação nas empresas

Não se trata de um modismo e tampouco de uma tendência momentânea: a transformação digital já é uma realidade no dia a dia das empresas e muitas estratégias digitais já são bem conhecidas no mundo dos negócios, como é o caso de cloud computing, Big Data, entre outras.

Novos cenários exigem de gestores mudanças nos modelos tradicionais de gestão. Aqui podemos citar como exemplo a indústria fonográfica, mais conhecida como a indústria da música, que nos últimos anos vem perdendo espaço para empresas como o Spotify, que disponibiliza serviços inovadores para uma nova geração que pensa e age conectada. Afinal de contas, quem ainda compra um CD de música?

Nesse novo cenário, em que consumidores querem muito mais do que usabilidade, a otimização dos processos passa a ser sinônimo de eficiência dentro das organizações. É preciso ir além do “innovation labs” e buscar uma definição clara do “day after”, ou seja, quais são os resultados que o engajamento de ações inovadoras estão trazendo para a empresa.

E esse é o propósito do nosso post de hoje: mostrar o que é a transformação digital e qual o impacto que ela está causando nas empresas. Fique de olho e saiba o que está vindo por aí!­

Transformação digital é apenas o primeiro passo

É preciso romper a inércia organizacional para se adaptar ao processo de transformação digital. Um negócio digital vai além de automatizar procedimentos, pois ele alcança a transformação dos processos, age nos modelos de negócio e oferece aos clientes a melhor experiência pela exploração intensa da tecnologia digital.

Um negócio digital agrega valor à empresa e ao mesmo tempo gera receita de seus ativos digitais.

E a inovação surge como o “pontapé” inicial para manter uma empresa competitiva. O negócio pode ser o mesmo, mas é preciso estar atento à forma como a empresa interage com o cliente.

Mas que tipo de transformação estamos falando? Qual o impacto que ela está trazendo para as empresas?

Inovação

Criatividade e inovação são as grandes protagonistas dos novos cenários de negócios. E não se pode negar que a transformação digital pode ser uma excelente oportunidade de inovação. Trazer o cliente para mais perto, estreitar o relacionamento e torná-lo mais simples e menos burocrático é uma vantagem competitiva.

Diferenciação

Modelos de negócio tradicionais podem se moldar no formato digital e se tornarem um motivo de diferenciação e preferência do mercado.

Processos mais ágeis e simples

A grande aposta da transformação digital é a desburocratização e a simplificação dos processos, o que otimiza os recursos e reduz custos.

Mudança de comportamento dos clientes

A internet possibilitou que consumidores pudessem fazer compras e outras operações em poucos cliques, ou seja, acessar a loja virtual e realizar todos os processos no ambiente virtual, sem a necessidade de ir a uma loja física. Tal mudança foi estimulada porque os processos passaram a ser mais seguros e menos complexos.

Sistemas integrados

Soluções integradas passam a compor a rotina interna das empresas. Tudo que se faz é possível integrar, sejam procedimentos, aplicações, ambientes e até mesmo organizações. A transformação digital possibilitou a integração de processos e informações.

As tendências da transformação digital

Ter uma estratégia digital é uma vantagem competitiva. Novas tendências e mudanças digitais exigem que as empresas alterem suas rotinas e o próprio planejamento para a democratização tecnológica, o que sugere que aquela velha ideia de que a TI e o negócio devem estar alinhados já é ultrapassada. Segundo a consultoria Deloitte, nos próximos meses oito tendências impactarão os ritmos de inovação das empresas, sendo elas:

Organização de TI mais ágil

Empresas precisam aprender a explorar metodologias para que possam reagir de forma proativa às transformações de mercado e se manter competitivas – ou seja, saber lidar de forma ágil com as mudanças torna mais veloz a introdução de produtos no mercado e traz mais valor aos negócios. Mecanismos tradicionais levam tempo demais para entregar uma solução adequada aos clientes.

Interação virtual

A popularização de dispositivos móveis está mudando a forma como empresas e clientes interagem. É preciso que as empresas ajustem suas estruturas para aproveitar as novas abordagens.

Internet das coisas

É preciso utilizar de forma eficiente todo o volume de informações coletadas e armazenadas. Ou seja, todos esses dados deverão ser utilizados para subsidiar o processo de tomada de decisão, e essas decisões chegarão à rotina dos consumidores de forma mais proativa por meio da tecnologia.

Reimaginação dos sistemas core

De nada adianta investir em soluções e sistemas integrados se as funcionalidades não são utilizadas. É preciso compreender as maneiras de modernizar os processos para maximizar ao máximo o seu potencial.

Serviços autogerenciáveis

A tecnologia está agindo de forma cada vez mais ampla e abrangente. A tendência destacada pela Deloitte destaca a importância do departamento de TI no processo de integração, permitindo construir e implementar recursos de maneira mais simples e na forma de serviços autogerenciáveis.

Democratização do blockchain

Transações eletrônicas se tornam padrão na economia digital, e os blockchains passam a ter papel fundamental como mecanismos que garantem a conformidade de todos esses processos. Essa tendência permite a realização de contratos inteligentes e a distribuição da contabilidade para a troca de valores entre as partes envolvidas em uma transação.

Análises preditivas

Empresas que realizarem análises preditivas de consumo de seus clientes e anteciparem as demandas terão grande vantagem competitiva. Com as novas ferramentas e instrumentos tecnológicos será possível processar dados e gerar informações úteis de forma ágil e em tempo real, transformando todas as informações em um ativo valioso para a empresa.

Impactos sociais

A tecnologia está presente no dia a dia das pessoas e em um futuro próximo se tornará quase impossível notá-la. Com isso, as empresas precisarão explorar o papel ativo dos recursos tecnológicos de forma que sejam trazidas soluções efetivas em escala global.

Adesão à tecnologia: todos os negócios na palma da mão

Os consumidores estão cada vez mais presentes no ambiente virtual, tornando o e-commerce uma ferramenta indispensável para qualquer tipo de negócio.

Ao acessar um site para realizar uma compra, o consumidor pode comparar preços, pesquisar marcas e produtos, conferir recomendações e formas de pagamento, verificar a credibilidade da loja quanto à entrega da mercadoria, tudo sem sair de casa e em poucos cliques.

E diante de tanta evolução resta ao bom empreendedor enxergar nas oportunidades de inovação uma grande alavanca para rever seu modelo de negócio e reformular a maneira como interage com seu mercado-alvo.

O novo consumidor é conectado em várias redes e mesmo que sua empresa não esteja inserida nos ambientes virtuais, ele vai estar falando de você. Ou seja: não resta outra saída que não seja compreender as inovações tecnológicas e se conectar a seus clientes para criar um relacionamento virtual com eles, que será uma base importante para enriquecer o relacionamento físico.

E uma coisa é certa: as tendências tecnológicas irão influenciar as suas vendas, quer você queira, quer não. Com o aumento explosivo da mobilidade, fica difícil se manter competitivo quando a empresa está fora do cenário virtual.

E aí, gostou das nossas dicas sobre a transformação digital? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo