Como mapear e antecipar inovações tecnológicas?

Introdução

Em um mercado diversificado e competitivo, empresas de diferentes ramos se veem obrigadas a investir no aprimoramento constante de suas atividades. Nesse processo, toda novidade deve surgir de um mapeamento e antecipação detalhados das inovações tecnológicas. Hoje, ambos os passos podem ser realizados por profissionais preparados e familiarizados com as características e o comportamento do público.

Com o auxílio das pesquisas de mercado e serviços de consultoria na área da inovação, empreendedores iniciantes e experientes podem identificar as oportunidades com mais rapidez e facilidade. Nesse sentido, aproveitam-se do levantamento de tendências na hora de apostar em novos investimentos, bem como garantem mais segurança em tempos de instabilidade econômica.

Você também busca outras oportunidades para os negócios? Então acompanhe as nossas dicas para mapear tendências e entenda a importância dessa prática!

1. Entenda a importância de antecipar tendências

Quem aposta na carreira empreendedora sabe o valor da criatividade e das atualizações para o sucesso dos negócios. Hoje, a missão de agradar o público envolve não só boas pitadas de inovação, como também exige o aprimoramento constante de processos para agilizar o lançamento das novidades.

Antes de qualquer coisa, é necessário dedicar tempo e recursos ainda nas etapas iniciais de desenvolvimento de um produto/serviço. Claramente, essas etapas devem envolver diferentes pesquisas para o conhecimento de mercado.

Nessa condição, surge a importância dos processos de antecipação de tendências. Para quem não quer correr o risco de lançar um produto sem a garantia mínima de satisfação, mapear os dados externos é uma forma mais segura de identificar possibilidades que sejam realmente valiosas para o consumidor.

Vale destacar que, ainda que muitas empresas consigam inovar sem um estudo prévio, o simples fato de organizar o desenvolvimento em etapas aumenta as suas chances de sucesso.

Além da diminuição dos riscos, antecipar inovações tecnológicas permite que a sua empresa tenha mais destaque entre a concorrência. Isso porque, essa previsão dá uma base maior de referências para o desenvolvimento de produtos, oferece ferramentas para aprimorar soluções existentes e também otimiza os processos de trabalho dentro da empresa.

Na hora de mapear, você também entra em contato com uma gama de informações essenciais a respeito das tendências, da concorrência e do público consumidor. Veja abaixo em quais estratégias a antecipação de tendências pode ser aproveitada:

Desenvolvimento de produtos tecnologicamente novos

Ao longo dos anos, as diferentes necessidades dos consumidores fizeram com que as empresas precisassem ofertar novos modelos de produtos. Nesse caso, a antecipação de tendências facilita a identificação das exigências do público em relação ao que existe no mercado.

Para o desenvolvimento de produtos totalmente novos, é fundamental empregar tecnologias diferentes daquelas utilizadas na linha anterior. O resultado pode aparecer na forma de um item com características inovadoras ou na integração entre antigas tecnologias e novos conhecimentos.

Desenvolvimento de produtos tecnologicamente aprimorados

O mapeamento de tendências nem sempre apontará a necessidade de substituição de produtos por modelos novos. Nesses casos, a empresa pode aproveitar as soluções que já existem como uma base para inovação. Para isso, é preciso investir no aprimoramento de itens já produzidos para torná-los mais eficientes aos clientes e, ao mesmo tempo, econômicos para a empresa.

As características do aprimoramento dependerão do tipo de produto e das novas funcionalidades que este terá. Assim, uma modificação parcial pode ocorrer com a simples inclusão de materiais e componentes com melhor desempenho aos produtos.

Inovação tecnológica de processos

A antecipação de tendências também pode ser aproveitada na busca de novas técnicas ou melhorias para a etapa de produção. A inovação nessa etapa costuma envolver a aquisição de novos equipamentos, alterações na estrutura de trabalho e até mesmo a adoção de sistemas específico para a gestão.

Todas essas mudanças na empresa podem representar benefícios na economia de tempo, aumento da produtividade, aperfeiçoamento de produtos, eficiência na entrega e, consequentemente, maior satisfação dos clientes.

2. Saiba como grandes empresas mapeiam e antecipam tendências

Falando em inovação, se existe uma coisa que empresas de renome têm em comum é a capacidade de definir o que os consumidores precisam antes que eles percebam.

Isso mostra o porquê algumas marcas sempre estão à frente de seu tempo, oferecendo diferenciais inimagináveis e ditando tendências de consumo. O que elas fazem para isso? Investem em pesquisas sobre o passado e presente do mercado e acompanham o comportamento de consumidores.

Com soluções relevantes e desejadas pelo público, essas empresas conseguem fazer com que seus concorrentes se esforcem para adotar e aplicar cada novidade proposta. Hoje, apostar no mapeamento de tendências é uma ação que vai além da busca por destaque no mercado. É também, para qualquer modelo de negócio, uma prática eficiente para o alcance da satisfação e fidelização dos clientes.

Muitas vezes, o produto ou serviço que uma empresa oferece já possui características suficientes para atender às necessidades do consumidor. No entanto, é preciso entender que as exigências e desejos das pessoas mudam rapidamente. Com esse pensamento incluso no desenvolvimento ou aprimoramento de produtos, empreendedores mais antenados têm maiores chances de sucesso.

Uma empresa que se preocupa com cada produto/serviço que apresenta ao mercado, dificilmente, terá problemas para agradar os perfis de consumidores.

Sendo assim, imagine o valor de uma marca que mantém o padrão de qualidade em todos as etapas — produção, distribuição, atendimento — e que, ao mesmo tempo, dá conta de buscar e fornecer novidades frequentes ao público. Para muitos parece exagero, entretanto, pode ser a garantia para obter diferenciais competitivos.

Para entender o valor da antecipação de tendências nas empresas, selecionamos dois exemplos de sucesso para que você se inspire na hora de inovar. Acompanhe!

A estratégia do Facebook

Uma vez considerada a maior rede social do mundo, o Facebook possui inúmeras funcionalidades que vão além do entretenimento. Com um único cadastro, o usuário pode participar de grupos, acessar e publicar imagens e vídeos, conversar com amigos e compartilhar conteúdos que considera relevante para seus contatos. Com essas características, a rede dispõe de uma fonte rica de informações sobre comportamento.

Disponibilizado em diferentes dispositivos e plataformas, o Facebook amplia o acesso a milhares de públicos e recebe uma vasta quantidade de dados todos os dias. A partir de ferramentas e estratégias, a rede aproveita essas informações no apontamento de tendências e preferências de diferentes perfis de usuários. Posteriormente, aplica as novidades aos poucos, enquanto, acompanha a resposta e possível aceitação do público.

Entre as novidades está a quebra da predominância de fotos para uma presença cada vez mais comum dos vídeos e gifs na linha do tempo. A criação de novos grupos de venda é outro exemplo de apontamento de oportunidades e antecipação de tendências.

Tal comportamento motivou a integração de serviços de pagamentos e transações entre clientes e vendedores presentes na rede. Quer mais facilidade e praticidade que isso?

A estratégia da Netflix

Considerando um dos melhores serviços de streaming de vídeos, a rede Netflix possui um catálogo diversificado de filmes e séries de TV. Tais recursos podem ser acessados a partir de diferentes plataformas, como notebooks, tablets, televisores e smartphones. Embora essas características já sejam suficientes para o interesse do público, a empresa vai além com suas táticas para agradar diferentes perfis.

Em relação ao mapeamento e antecipação de tendências, a Netflix não fica de fora e aproveita-se da análise de preferências do público para mantê-lo sempre satisfeito. Uma das estratégias funciona assim: os conteúdos acessados diariamente geram dados importantes sobre as preferências e desejos das pessoas. Nesse momento, o diferencial da empresa é usar ferramentas para filtrar também interesses individuais dos usuários.

Sem se esquecer do público geral, a Netflix ainda acompanha os comentários e as críticas dos internautas por meio das redes sociais. Hoje, esses canais se tornaram fonte valiosa de opinião, permitindo às empresas identificarem o que está funcionando e o que é descartável para os clientes. Assim, a chance de acertar no aprimoramento ou manutenção de uma estratégia é muito maior — e ambas as partes se beneficiam.

Vale ressaltar aqui que as informações obtidas permitirem que a Netflix crie séries de sucesso, o que só comprova o poder dos dados na antecipação de tendências.

E as empresas nacionais?

Agora, você pode até questionar o motivo de não termos citado empresas do próprio país nos exemplos acima. O problema é que aqui a falta de interesse nas pesquisas ainda é um dos fatores que mais prejudicam as empresas que querem inovar. Consequentemente, muitos empreendedores apostam em tecnologias sem propósitos definidos como único recurso para melhorar seus produtos e processos.

Nessa condição, é importante destacar que qualquer tipo de inovação não tem valor sem um público satisfeito. Cientes disso, os representantes das empresas devem valorizar o estudo de comportamento e das novidades que se apresentam no nicho de mercado em que se inserem. A seguir, você verá como o simples fato de conhecer os consumidores pode ser a chave para o crescimento e destaque da sua empresa.

3. A importância de conhecer o consumidor

Parece óbvio, mas muitas empresas desconsideram o fato de que agradar um público exige primeiro o entendimento de seus desejos e necessidades. Para isso, é necessário avaliar de perto aspectos como o comportamento e a satisfação dos indivíduos frente ao que lhes é ofertado.

Abaixo, listamos os benefícios garantidos às empresas que buscam conhecer e entrar em contato com seus consumidores:

Entender as demandas

Por mais que a definição de um público-alvo seja uma tática eficiente para focar e limitar as criações, as empresas precisam considerar que as pessoas são diferentes. Em um mesmo grupo de consumidores, existem indivíduos com exigências e vontades distintas e, assim, buscar formas de atender cada demanda é essencial.

Englobar todos os perfis que compõem seu público permite entrar em contato com um leque maior de opiniões — reclamações, sugestões, elogios — feitos aos concorrentes. A partir dessas informações, você tem mais chances de aproveitar o que funciona e evitar os pontos negativos já testados em outras empresas.

Definir formas de comunicação

Uma das principais vantagens obtidas com o conhecimento é poder se comunicar de maneira eficiente com o público externo. Por meio de pesquisas e acompanhamento dos clientes, você identifica tanto a linguagem quanto as mídias mais utilizadas por eles.

A partir de então, as estratégias para contato, atendimento e relacionamento se tornam mais direcionadas e focadas em quem realmente interessa para a empresa.

Aumentar a competitividade

Pensando como consumidor, nada mais adequado do que dedicar preferência à empresa que oferece mais vantagens e qualidade, certo? A conclusão é tão simples e, ainda assim, algumas marcas perdem a oportunidade de se destacar entre os concorrentes.

É claro que não é uma tarefa fácil, visto que exige esforço e dedicação na busca de diferenciais. Nesse sentido, quem começa a inovar pensando nas características dos clientes já pode se considerar na frente.

Garantir a satisfação

Conhecer um público é ter mais poder sobre ele — no bom sentido, claro! Isso porque, a empresa entende mais a fundo o que precisa oferecer para conquistar a confiança e a satisfação de seus clientes.

Lembre-se de que as pesquisas para o agrado e bom atendimento devem ocorrer com certa frequência, a fim de transformar a repetição de experiências positivas em fidelização e novas indicações. Por fim, conhecer o público é prática essencial para antecipar tendências que servirão de base para um novo processo de inovação.

4. Principais estágios do processo de inovação

Mesmo cientes do valor do planejamento no desenvolvimento de um novo produto, alguns empreendedores ainda insistem em apostar na sorte por meio de testes. Embora os processos de mapeamento não se confirmem em previsões exatas, é importante garantir que cada decisão seja feita com base em um procedimento sequencial.

Dessa forma, mesmo que algum passo do processo criativo precise ser modificado, o risco de errar ou de se esquecer de um dado importante se torna menor. Para exemplificar, listamos abaixo cinco estágios que costumam envolver um processo de inovação dentro de uma empresa. Veja:

Identificação de ideias e oportunidades

O primeiro estágio exige a adoção de procedimentos que auxiliem na identificação de novas oportunidades e ideias para os negócios. Esses procedimentos costumam ser internos, externos ou, até mesmo, um misto dos dois. Dessa forma, a etapa pode contar com a participação de colaboradores da própria empresa e também de profissionais — fornecedores, parceiros — de áreas específicas.

Após o levantamento de todas as possibilidades, é importante que ambas passem por uma peneira e sejam categorizadas em grupos, divididos de acordo com as prioridades da empresa. Esse cuidado inicial na seleção das ideias permite que o tempo e os recursos da companhia sejam destinados somente às propostas promissoras e com maiores chances de sucesso.

Detalhamento ou caracterização do conceito

No segundo estágio, as ideias e propostas selecionadas deverão se conformar em pequenos projetos, que deverão conter detalhes como escopo, potencial comercial e uma breve análise de viabilidade. Finalizada essa organização, é hora de passar as ideias novamente em uma peneira, para que somente as mais promissoras sigam caminho até os próximos passos.

Desenvolvimento do produto/serviço

Na etapa de desenvolvimento, as ideias selecionadas servirão de base para a criação de protótipos dos novos produtos. Dessa forma, é possível realizar estudos e análises mais aprofundadas dos modelos e suas funcionalidades. Também devem ser levantados os possíveis custos de produção e de implantação para, finalmente, escolher os exemplares que irão para a fase de teste de mercado.

Teste de mercado

Durante o teste, a premissa de potencial comercial passa a ser avaliada dentro da realidade do mercado. Nesse momento, podem ser feitos testes com clientes em um ambiente controlado ou, até mesmo, pequenas vendas em mercados teste.

Esses procedimentos gerarão informações importantes, como o nível de aceitação do público e intenção de compra. Todos os produtos ou serviços, que atenderem às premissas levantadas, poderão seguir para a etapa de lançamento no mercado.

Desenvolvimento final

No estágio final, a empresa desenvolve um plano de lançamento para disponibilizar seus novos produtos e serviços no mercado-alvo. O plano deve conter itens que englobam o processo de marketing para essa novidade, incluindo preço, promoção, distribuição e estratégias da marca.

5. Na prática! Descubra como mapear tendências

Até o momento, vimos a importância de se colocar no lugar dos clientes para conhecer suas preferências e apontar tendências. Agora, destacaremos algumas dicas que podem servir de complemento para as estratégias de pesquisa e análise da sua empresa. Confira abaixo as opções mais vantajosas para mapear inovações e saiba como aplicá-las nos negócios:

Experimente cada proposta

O processo de criação é considerado um dos passos mais difíceis no desenvolvimento de um produto, serviço ou processo. Contrariando essa ideia, existem muitas empresas com propostas de sobra sem a devida atenção das equipes. Não deixe que o perfeccionismo distraia sua atenção para uma oportunidade que surge.

Agarre a ideia e seja ágil na resposta para não perder o ritmo e a confiança no seu potencial. Depois você decide se a proposta seguirá o caminho dos testes e posterior desenvolvimento. Agora, é momento de agir e considerar que o descarte de um recurso é muito mais fácil do a tentativa de recuperá-lo no futuro.

Pratique o aprimoramento

Embora pareça teimosia, o descontentamento constante com os produtos e serviços existentes é uma forma interessante de inovar. Pensando em futuras melhorias, muitos empreendedores insistem no aprimoramento de suas soluções e, sem esperar, acabam encontrando a resposta antes mesmo que seus clientes possam reclamar ou solicitar novidades. No entanto, lembre-se de que a atitude deve surgir de ideias construtivas e positivas, e não como resultado de qualquer frustração com o produto.

Aceite os resultados falhos

Sabemos que os riscos fazem parte da carreira empreendedora e, portanto, podem resultar em prejuízos e descontentamento na empresa. Ainda que se esquecer de uma ideia que deu errado seja um processo demorado, é importante incentivar que todos os colaboradores aceitem a fracasso como um aprendizado.

Tentar contornar e justificar erros só vai piorar a relação entre as equipes. Assim, aproveite a falha como uma oportunidade para refletir sobre as estratégias e como base para pensar em melhorias.

Valorize a contribuição de parcerias

No Brasil, a cultura da rivalidade ainda é um ponto negativo para o estabelecimento de diferentes nichos. Embora a concorrência seja um aspecto importante para análise e elaboração de estratégias, ela nunca deve ser aplicada de forma negativa e a qualquer custo.

Em um mercado variado, as possibilidades de troca entre empreendedores é muito grande e, se forem bem aproveitadas, podem enriquecer o seu negócio.

Uma forma interessante de receber propostas e avaliar tendências com outros olhos é com a criação de parcerias. Nessa relação, uma empresa oferece experiência e conhecimento em determinada área e recebe esses mesmos recursos com outras ênfases e especialidades.

Mais do que uma estratégia para levantamento de ideias, essa decisão também fortalece o mercado em que ambos os parceiros se inserem.

Contrate consultorias especializadas

Boa notícia para quem busca inovação: já existem empresas compostas de equipes capacitadas e familiarizadas com o mapeamento de tendências. Além do apoio profissional, muitas delas fornecem softwares específicos para a gestão de processos dentro da empresa. Dessa forma, as equipes podem interagir em uma única plataforma — com ou sem nuvem — na hora de apontar soluções e tendências para os negócios.

Além da praticidade garantida pelo uso das ferramentas do sistema, a adoção de um software também facilita ações essenciais de controle e monitoramento dos resultados. Otimizando a comunicação interna e concentrando dados em um único lugar, os empreendedores podem dedicar seus esforços nos exercícios prioritários e que realmente importam: a busca e identificação de tendências para a inovação.

Conclusão

Receosos sobre o futuro da economia do país, muitos empreendedores optam pela segurança de manter o ritmo e estrutura de trabalho imutáveis. Embora seja uma escolha tranquila frente ao risco de mergulhar em negócios incertos, é preciso atentar para o fato de que nem sempre existirá um momento certo para apostar em uma novidade. Hoje, quem espera muito minimiza pequenos prejuízos, mas, ao mesmo tempo, perde a chance de crescer com as inovações tecnológicas.

Ter a possibilidade de competir com bons diferenciais exige atenção e contato frequente com o que se apresenta nos diferentes nichos do mercado. Nesse sentido, é fundamental contar com o apoio de ferramentas específicas e profissionais engajados na busca de soluções para diferentes negócios.

No fim, a sua empresa só tem a ganhar nesse processo, seja com resultados que servirão de teste ou com o desenvolvimento de um produto/serviço realmente inovador.

Agora que você já sabe como mapear e antecipar inovações tecnológicas, não deixe de compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais, para que outros gestores possam aplicar essas estratégias nas suas empresas!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo